Conteúdo colaborativo impacta o consumo no Brasil

Realizada semestralmente pelo Instituto Datafolha a pedido da

F/Nazca, a pesquisa F/Radar revelou que o número de internautas

brasileiros chegou aos 64,5 milhões em agosto de 2008 – 5,5 milhões a

mais do que o número registrado no primeiro semestre do ano.

Não é pouca gente. 64,5 milhões de usuários. É impressionante como a

internet está crescendo no Brasil e já alcança todas as classes

sociais. Isso significa dizer que 48% de toda a população nacional

maior de 16 anos já possui acesso à rede.

Ao todo foram realizadas 3.003 entrevistas, distribuídas em 172

municípios, sendo que 40% envolvem regiões metropolitanas e 60%, o

interior.

Com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para

menos, os resultados mostraram que, mais uma vez, a renda da população

não possui ligação direta com o acesso do brasileiro à internet, uma

vez que 28% acessaram a rede a partir de locais públicos de acesso

pago, como as lan houses; 21% o fazem de computadores de amigos ou

parentes; 13%, do ambiente de trabalho; e cerca de 10% a partir de

faculdades e universidades.

Pela primeira vez incluída no estudo, a internet móvel (smartphones,

celulares, PDAs e iPhones) apareceu com 6% do total de acessos.

A freqüência com que ocorre o contato do brasileiro com a internet

também cresceu, sendo que 38% dos entrevistados afirmaram acessar a web

diariamente e 10%, de quatro a seis vezes por semana, o que resulta em

48% de usuários considerados heavy users.

Contabilizando os 21% que navegam de duas a três vezes por semana e

os 18% que o fazem uma vez por semana, a pesquisa concluiu que 87% dos

internautas brasileiros entram na internet semanalmente e que a média

de acessos é de quatro dias nesse período.

Esses dados justificam os investimentos crescentes na mídia online.

Aprofundando mais nas informações da pesquisa, vemos uma evolução no

perfil 2.0 dos internautas brasileiros. Mais força tem sido dada a

conteúdos de segunda geração como redes sociais, instant messengers,

blogs, vídeos etc.

Um dos pontos de maior destaque da pesquisa diz respeito ao conteúdo

colaborativo que circula pelas páginas da internet nacional. Dos 64,5

milhões de internautas identificados pela pesquisa, 55% disseram já terem incluído algum conteúdo na rede.

Desses, 46% disseram que essa é uma forma de estreitar o relacionamento

com outras pessoas e amigos, enquanto 10% esperam divulgar um trabalho

autoral e 7%, ilustrar um fato, história ou notícia veiculado na

internet.

Dentre as formas de relacionamento online, a maioria ainda mantém a

comunicação por e-mail (53%), messenger (52%) e perfil do Orkut (49%).

Do total, apenas 7% disseram se relacionar através de um blog ou site

pessoal; 6% postando comentários em endereços de notícias; 4% postando

ou comentando vídeos no YouTube; e 4% navegando pela blogosfera em

páginas de terceiros.

48% dos pesquisados garantiram levar em consideração a opinião de outras pessoas

– mesmo que desconhecidas – antes de efetuar uma compra de qualquer

natureza. Já importante ferramenta para a pesquisa de produtos,

serviços e melhores condições, cada vez mais se mostra um importante

canal de relacionamento com consumidores, uma vez que 26% dos

internautas já publicaram opiniões na rede e 20% já efetuaram alguma

reclamação online sobre produtos e serviços.

O estudo apontou ainda que o ativismo do consumidor com acesso à

internet aumenta quanto maior a renda e a escolaridade. Dentre os

internautas com ensino superior completo, por exemplo, 45% já

publicaram opinião sobre produto ou serviço.

Se você gostou desse post, deixe um comentário ou Assine nosso RSS para receber nossos futuros artigos em seu leitor de feeds.
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Agência Digital Full Service, fundada em 1997. Ideias para Simplificar a sua Empresa.

Comentários no Facebook