Consumidor: a bola da vez!

Mercado consumidor

Era uma vez um mercado primeiramente centrado na produção, enquanto tinha-se consumidores dispostos a adquirir produtos iguais. Ou melhor, desde o início da produção em massa, e enquanto a lei da procura é muito maior do que a oferta, a tendência são os produtores se preocuparem mais com o volume, produtividade e margens de lucro do que com o consumidor. Enfim. A partir do momento em que as possibilidades de crescimento atingiram efetivamente outros competidores e a busca por mais uma fatia do mercado tornou-se difícil, o foco dos produtores mudou da produção em massa para as vendas. Práticas agressivas de mercado e comunicação massificada surgiram e, juntamente com elas, propagandas enganosas e métodos abusivos para não perder venda. O que aparentemente gera um lucro rápido, não garante a satisfação e lealdade do consumidor. Quando o produtor percebeu que as exigências do consumidor é que fomentam o mercado, a indústria mudou novamente seu foco: e o consumidor tornou-se a bola da vez!

O consumidor hoje não precisa entrar mais em uma fila de espera de até 3 meses para adquirir um carro na cor e com os acessórios que o fabricante determinava. O mercado mudou muito, e os motivos para isso são: aumento da renda, crescimento da população, acesso à tecnologia e informação e da consciência dos direitos do consumidor.

A grande quantidade de produtos e sua diversidade aumentam conseqüentemente a exigência do consumidor. Hoje ele tem à disposição produtos que atingem suas verdadeiras necessidades (que são antes transformadas em desejos). Muitos produtores, antes de elaborarem o produto, já focam as necessidades do consumidor que ele deseja suprir.

O Consumidor Digital

Já a internet entra em toda essa história como sua principal aliada. Se o consumidor necessita de ter comodidade e agilidade (visto o número de tarefas que aumentam enquanto o tempo parece estar sempre mais curto), ela estará sempre a seu dispor, com o objetivo de agilizar e globalizar a informação. É como “Juntar a fome com a vontade de comer”; o consumidor sempre estará disposto a consumir tecnologia, já que suas necessidades de conforto, com ela, são supridas.

Os índices do comércio eletrônico já demonstram bem como anda o consumidor no mercado virtual:

Se você gostou desse post, deixe um comentário ou Assine nosso RSS para receber nossos futuros artigos em seu leitor de feeds.
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Agência Digital Full Service, fundada em 1997. Ideias para Simplificar a sua Empresa.

Comentários no Facebook