Comércio eletrônico cresce no “Long Tail”

Não existem muitos números sobre comércio eletrônico no Brasil, se compararmos com os dados disponíveis nos EUA, mas o pouco que temos mostra que pequenas empresas aumentaram em 19% sua participação no mercado, enquanto as 100 maiores perderam 1,7%. A conclusão é do relatório da e-bit, o Webshoppers.

Aqui em terras tupininquins as top 10 são mais de 75% do total de vendas online, enquanto nos EUA são apenas 40%. Só a B2W (Americanas, Submarino, Shoptime) representa 36%, e lá nos EUA a Amazon tem 14,5%. Até no e-commerce a desigualdade brasileira é maior.

A tendência é óbvia: os pequenos vão ganhar espaço e roubar mercado até então quase exclusivo dos grandes. Mas quais as verdadeiras razões para esse fenômeno? Como os profissionais de Internet participam dessa onda? Quais oportunidades de negócio podem surgir a partir dessa tendência?

O estudo diz que as causas são:

Se você gostou desse post, deixe um comentário ou Assine nosso RSS para receber nossos futuros artigos em seu leitor de feeds.
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Agência Digital Full Service, fundada em 1997. Ideias para Simplificar a sua Empresa.

Comentários no Facebook